Após escândalo de canibalismo e estupro, Armie Hammer sai de filme com Jennifer Lopez e se manifesta pela primeira vez; saiba os detalhes


Atenção: O texto a seguir contém relatos gráficos e perturbadores de violência

Nos últimos dias, o público ficou chocado com as supostas mensagens que o astro Armie Hammer teria trocado online com várias mulheres. Nos textos chocantes, há fantasias sobre canibalismo e estupro, além das vítimas relatarem uma série de abusos ao longo de suas relações com o ator.

Nesta quarta-feira (13), as primeiras repercussões na carreira de Hammer começaram a acontecer. Além disso, um vídeo do artista usando uma substância branca foi divulgado pelo Daily Mail, e mais mensagens perturbadoras foram reveladas. Entenda todos os detalhes do caso abaixo.

Repercussão na carreira

Com tantas polêmicas em sua vida, Hammer decidiu se afastar do filme que gravaria com Jennifer Lopez, “Shotgun Wedding”. As gravações da aventura romântica começariam agora. Em comunicado, o ator também se pronunciou pela primeira vez sobre a situação, apesar de se recusar a responder as acusações.

“Não vou responder a essas alegações mentirosas, mas à luz dos ataques online viciosos e espúrios contra mim, não posso, em sã consciência, deixar meus filhos por quatro meses para fazer um filme na República Dominicana. Lionsgate está me apoiando nisso e eu sou grato a eles por isso”, disse o artista.

Um representante da produção afirmou que “Armie pediu para se afastar do projeto, e eles o apoiam em sua decisão”.

Armie Hammer teria confessado matar um cervo e comer seu coração “cru e quente”

Em novas mensagens compartilhadas pela conta House of Effie no Instagram, o ator teria contado como comeu o coração de um cervo, “cru e ainda quente”, após matar o animal. “Eu atirei nele, corri, peguei uma faca, tirei o coração fora e comi. Totalmente cru, ainda quente”, afirmou. E fez uma confissão perturbadora: “Eu comeria o seu coração se eu não estivesse preso sem você depois”.

De acordo com as mensagens, Hammer não teria ficado mal com o ato: “Eu não vomitei. Um amigo meu tentou dar uma mordida num pedaço. Ele vomitou imediatamente depois. Eu dei várias mordidas”. Ele ainda entrou em detalhes sobre o órgão do animal. “Sem ser fatiado, apenas o coração todo. Do tamanho de uma luva de apanhador”, disse.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Ele continuou, contando como comer o coração do animal foi prazeroso: “É uma tradição, sim. Mas só dar uma mordida. Eu dei mais do que uma. Muito mais. A sensação da fibra muscular, o gosto do ferro no sangue. Eu não conseguia parar”. 

Outra garota adicionou mais detalhes à história. Em mensagens mandadas para House of Effie, ela revelou que o ator teria dito que seu filme favorito de terror é “Raw” — “Grave”, no Brasil. “Tão bom e tão sexy ao mesmo tempo”, Armie aparece dizendo no print enviado. “É um filme francês literalmente sobre canibalismo. Eu não sabia o que era e fui muito preguiçosa para procurar no Google até agora. A sinopse na Wikipédia é super perturbadora”, afirmou. O longa conta a historia de uma jovem vegetariana que após passar por um trote da faculdade, começa a ter desejos por carne, de preferência, humana.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Além dela, mais uma mulher veio a público, contando seu suposto envolvimento com Hammer. “No curso de alguns meses, nós tivemos uma relação online bastante intensa, envolvendo mensagens de voz e ligações etc. Ele queria que eu voasse para Londres, onde ele estava filmando, e fizesse sexo com ele e outra mulher (atriz). As conversas envolviam CNC [uma forma de sexo consensual em que uma das pessoas finge que não está gostando, ou que não está consentindo], e dinâmicas de poder. Eu fiquei bastante alarmada quando ele disse que ‘a verdadeira diversão’ é quando você não usa ‘safe words’ [palavras de segurança, usadas pelos praticantes de BDSM para pausar o ato quando um participante está desconfortável]”, explicou a anônima.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Um pouco suspeita das coisas que o ator dizia, a mulher procurou por mais informações sobre o assunto. “Depois de ouvir isso, eu entrei em contato com meu amigo que é um dominador profissional, para ouvir o que ele pensava. Ele disse que NUNCA pratica [BDSM] sem ‘safe words’. Essa foi a única coisa que me impediu de pular num avião. Ele estava dizendo um monte de coisas loucas, envolvendo sangue de menstruação, o que vai além dos meus limites”, alegou.

Após estas conversas com Hammer, a mulher disse não ter dúvidas dos relatos que saíram na mídia. “Quando eu vi as notícias, eu sabia que tudo era verdade. Eu posso imaginar do que ele é capaz… Eu sinto muito por todas as mulheres que não tinham um contato como eu tive, para ouvir conselhos sobre o que CNC realmente é”, concluiu.

Continua depois da Publicidade

Fontes afirmam que Hammer tem exagerado nas “drogas e depravação”

Além das mensagens perturbadoras que o perfil House of Effie tem exposto, o jornal Daily Mail teve acesso a um vídeo caseiro do ator. Nas gravações, Hammer diz que “a coisa está ficando estranha” e aparece lambendo uma substância branca da mão de um amigo. Em outra parte, ele aparece bebendo cerveja enquanto dirige. “Mandando amor, meninos”, diz para a câmera. Assista:

Uma fonte revelou à publicação que “[Armie] sempre gostou de beber, usar drogas, mas nunca desse jeito”, dando a entender que os excessos com “drogas e depravação” têm ficado piores.

Continua depois da Publicidade

Antigas entrevistas do astro, com referências a sexo, vem à tona

Com as novas informações a respeito do ator, especialmente sobre suas supostas fantasias com estupro e canibalismo, muitas pessoas têm trazido à tona antigas entrevistas com o astro de “Me Chame Pelo Seu Nome”. Em bate-papo com a Playboy, em 2013, Hammer se descreveu como um “amante dominador” que gostava de “pegar mulheres pelo pescoço e cabelo” durante o sexo. No entanto, casar com a ex-mulher, Elizabeth Chambers, teria mudado seus gostos.

Armie Hammer e a ex-mulher, Elizabeth Chambers, com quem o ator foi casado por 10 anos. (Foto: Getty)

“Eu gostava de pegar pelo pescoço e cabelo e tudo isso. Mas quando você se casa, seu apetite sexual muda. E eu digo isso da melhor forma — não é como se eu estivesse sofrendo. Mas você não pode puxar o cabelo da sua mulher”, afirmou. “Chega num ponto que você diz, ‘Eu te respeito demais para fazer essas coisas que eu meio que queria fazer’”, acrescentou. Mais tarde, ao E! News, ele culpou sua sinceridade aflorada a ter bebido antes da entrevista.

Para a revista Elle, no entanto, ele também não evitou falar sobre um acidente durante o sexo com uma ex-namorada. “Uma mulher tentou me esfaquear enquanto a gente transava. Eu não deveria estar contando essa história. Ela estava tipo, ‘amor verdadeiro deixa cicatrizes. Você não tem nenhuma’. E aí ela tentou me esfaquear com uma faca de açougueiro. É claro que eu prontamente terminei com ela… sete meses depois”, concluiu.

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *