Fã idosa que aparece em documentário de Anitta rebate história, e processa a diva e a Netflix; Advogados da estrela se manifestam


Anitta e a Netflix estão sendo processadas por dona Maria Ilza de Azevedo, que ficou conhecida por aparecer em um dos episódios da série documental da cantora “Anitta – Made In Honório”, que estreou em dezembro na gigante de streaming. A informação é de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, que teve acesso aos documentos da ação.

De acordo com os advogados da senhora, ela estava internada no CTI (Centro de Terapia Intensiva) de um hospital, vítima da Covid-19, quando soube que sua imagem estava circulando na produção. A defesa de dona Maria relatou que ela recebeu ligações de parentes e vizinhos zombando de sua participação na série, e até mesmo questionando sua sanidade mental. O episódio em que a idosa aparece na sala de Anitta, foi tratado pelos advogados como uma situação de “caráter jocoso“, como se ela tivesse chegado lá sem que a cantora autorizasse, o que Ilza nega. A imagem da autora da ação teria sido ridicularizada, dando a entender que ela fosse uma verdadeira intrusa.

Continua depois da Publicidade

Para piorar, a atitude nefasta, covarde, mesquinha, das rés (Anitta e Netflix) acaba criando um mal estar na equipe de produção, que discute uma suposta falha na segurança em relação à presença da Autora (Maria Ilza)”, pontua um dos trechos da argumentação, reclamando ainda que a senhora não autorizou o uso de sua imagem.

Tia Ilza, como é conhecida, já é fã antiga de Anitta. (Foto: Reprodução/ Twitter)

Autora vira o motivo da indignação, e o quadro do qual ela aparece passa a ter grande importância no documentário, dando a entender que sua entrada na casa, devidamente autorizada, foi uma ingrata surpresa – um erro – do qual a Autora aproveitou-se para burlar regras, de forma clandestina, tanto é que esta chega a discutir com seus funcionários. Neste momento, a Autora é transformada em uma ‘cara de pau’ que conseguiu entrar na casa da famosa Anitta, passando a ser achincalhada pelo mundo afora, tendo em vista que Anitta é uma ‘estrela global’“, dizem os advogados.

Continua depois da Publicidade

Eles contam ainda que, durante a internação no hospital, dona Maria virou motivo de gargalhadas, se transformando em uma espécie de “atração do nosocômio“, o que resultou em grande abalo psicológico em um momento em que a mesma precisava de calmaria e serenidade.

O processo foi feito no dia 18 de dezembro, e o juiz decidiu, em liminar, que o mesmo não tinha caráter de urgência. No dia 19, o magistrado negou ainda um pedido de retirada do documentário do ar. Finalmente, no dia 24, a senhora desistiu da ação, apontando “um erro material na qualificação da autora, pois seu endereço encontra-se localizado na cidade de Macaé“. O processo, entretanto, ainda não foi extinto.

Anitta se mostrou surpresa com presença de fã em sua casa. (Foto: Reprodução/ Netflix)

Advogados de Anitta se manifestam

Procurada pelo hugogloss.com, a equipe jurídica da cantora declarou que todos os envolvidos no projeto teriam autorizado uso de imagem, e pontuou que a série retrataria os fatos de forma fiel. “Os advogados de Anitta informam que a cantora ainda não foi notificada pela justiça sobre o caso. Reforçam que a ideia da série documental é mostrar a realidade da vida de Anitta, sem manipular a veracidade dos fatos e com a expressa autorização de todos os envolvidos“, afirmaram em nota.

Já a Netflix se limitou a responder que “não comenta processos em andamento“.

Continua depois da Publicidade

Cena repercutiu

A visita de dona Maria à casa de Anitta foi um dos vários momentos que repercutiu nos episódios de “Anitta: Made In Honório”. A senhora já é uma fã conhecida da cantora. Em certo momento das filmagens, a patroa estava analisando figurinos com seu stylist quando percebeu a presença da mulher dentro de sua casa, sentada no sofá. “Tia Ilza? O que Tia Ilza está fazendo aqui dentro, gente?“, questionou a artista.

O episódio aconteceu justo no dia em que Anitta se preparava para se apresentar no Rock In Rio de 2019. “De repente, eu olho para uma pessoa, uma senhora de idade sentada no meu sofá. Era uma fã do início da minha carreira. Trato ela com carinho, claro. Mas segundos depois subo com ódio no coração e pergunto para todo mundo o que uma fã estava fazendo dentro da minha casa no dia do Rock in Rio! Dou um surto com toda a minha equipe“, reclamou. De acordo com a narrativa da produção, o caso teria se dado por uma confusão dos seguranças da artista, que acharam que a senhorinha se tratava de uma das costureiras da equipe.

Continua depois da Publicidade

Na época da estreia da série, a artista explicou sua reação negativa com a visita da senhora. “Realmente, pelo amor de Deus, ela é uma fofinha, inclusive… Mas qualquer ser humano que entre na minha casa sem ser convidado, eu não vou gostar não. Eu só tratei bem justamente por ela ser uma senhora de idade, mas a minha casa é o único lugar que eu tenho para dar um peido em paz“, disse Anitra nos Stories do Instagram. Veja a cena do documentário:

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *