Frutas secas – Quais são, benefícios e como consumir


As frutas secas são opções bem mais práticas e versáteis de se levar na bolsa do que as frutas in natura, além de darem um toque especial nos pratos doces ou salgados. Então, para quem quer um lanche da tarde rápido e mais saudável, elas são boas opções. Contudo, é preciso ficar atenta à quantidade consumida, pois elas também têm mais calorias.

Em suma as frutas cristalizadas não nada mais do que as frutas frescas que passam por um processo industrial para retirar a água que existe nelas. Com isso, os açúcares naturais ficam mais concentrados nas frutas secas, por isso elas ficam mais doces.

Porém, esse processo industrial também concentra os nutrientes das frutas na cristalização. Então, elas continuam a ser um alimento saudável igual as frutas in natura. Mas, por conta da concentração dos açúcares, devem ser consumidas com moderação, pois acabam se tornando mais calóricas que as frescas, mesmo que muito nutritivas, e fazendo você engordar.

Principais frutas secas

Encontradas para vender nos mercados, feiras e lojas de produtos naturais, você pode comprar as frutas desidratadas em potinhos com quantidades já pesadas ou à granel. Geralmente, são muito procuradas para as comidas das festas de fim de ano, como o Natal, para fazer granola ou geleias.

Fonte: Pexels

No geral, uva passa, maçã e ameixa são as frutas secas mais comuns. Porém, damasco, abacaxi, figo, banana e tâmara também passaram a ser mais comuns. Em suma, a praticidade de carregá-las como lanchinho na bolsa, o gosto mais doce e os prazos de validade chegando até seis meses, atraem as pessoas.

Mas atenção, porque as frutinhas secas não são como as cristalizadas – aquelas que realmente têm açúcar grudado ao redor. Estas possuem açúcar refinado adicionado ao final do processo de retirada da água, e por isso não são saudáveis iguais as secas.

Frutas desidratadas – benefícios

Fonte: Boutique das Ervas

As frutas desidratadas possuem muitos benefícios além de matar a vontade de comer doces. Basicamente, são ricas em fibras, além dos açúcares naturais, o que proporciona a saciedade rápida após comê-las. Sendo assim, as fibras também auxiliam no funcionamento da flora intestinal.

Ainda, essas frutas contêm muito ferro, que combate a anemia, além da vitamina K e do boro, substâncias que ajudam na formação e estrutura dos ossos e articulações. Além disso, o damasco contém vitamina A, assistente da saúde dos olhos e do sistema imunológico e anti-inflamatório, como as uvas passas fazem. Ferro, magnésio, potássio e fósforo também não ficam de fora da lista de minerais.

A maioria das frutas secas é muito rica em vitaminas do complexo B, que são benéficas para o sistema neurológico. Ainda assim, as ameixas secas contêm a muitas fibras para ajudar com o intestino e as tâmaras são aliadas para regular a pressão arterial. Sendo assim, elas são boas opções para quem tem pressão baixa ou como lanche pós-treino das atividades físicas.

Quantidade para comer

Frutas secas – Quais são, benefícios e como consumir
Fonte: Pexels

Como as frutas secas são uma boa opção para quem faz dieta, não significa que podem ser ingeridas sem controle. Em suma, a concentração do açúcar por conta do processo de ressecamento da água é o principal culpado.

Sendo assim, o ideal é consumir até 400g gramas de frutas por dia, ou seja, cinco porções. Porém, uma que é desidratada corresponde a mais de uma fruta fresca, então a quantidade de consumo não deve ser a mesma para repor.

Por isso, o máximo de ingestão de frutas desidratadas por dia é de 30 a 60g. Em suma, isso corresponde a uma colher de sopa de uvas passas. Você pode comer essa quantidade diretamente, ao longo do dia, ou misturando com outras refeições ricas em proteínas e gorduras saudáveis, pois isso retarda ainda mais a absorção dos açúcares.

Sendo assim, consuma essas frutinhas com moderação.

Fontes: UOL, Conquiste Sua Vida 1, Conquiste sua Vida 2

Imagens: Pexels 1, Pexels 2, Youtube, Boutique das Ervas

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *