Azealia Banks mostra crânio de garota de 6 anos que comprou on-line, e ‘explica’ por que desenterrou ossos de gato morto; assista


Após causar polêmica nas redes sociais ao postar um vídeo desenterrando e fervendo os restos mortais de seu gato, Azealia Banks participou do programa australiano “The Kylie and Jackie O Show” nesta quarta-feira (20), e tentou explicar toda a situação. A cantora afirmou que “ama ossos” e ainda mostrou uma aquisição diferente, para dizer o mínimo, que ela guarda em sua casa: o crânio de uma garotinha de 6 anos.

Ao ser perguntada pelos apresentadores sobre o episódio do gato, Azealia negou que teria comido o animal. “Com certeza não fiz isso. Eu nunca comeria um gato que estava morto há três meses“, disse. A rapper, então, explicou seu ponto de vista em relação a ossos e esqueletos.

Continua depois da Publicidade

Não sei o que vocês acham que acontece quando você vai para a faculdade de medicina e vê um crânio ou um esqueleto. É a mesma coisa… Há muitos sites de pesquisa científica nos quais você pode comprar crânios humanos como esse aqui“, explicou, falando ainda que o processo feito em seu gato faria parte das práticas de taxidermia – também conhecida como empalhamento.

Azealia Banks disse que “ama ossos”. (Foto: Cassandra Hannagan/Getty Images)

Foi então que a rapper revelou ter em sua casa ossos que comprou online. “Esse é o crânio de uma garota de 6 anos que morreu de um trauma na cabeça. Eu amo ossos e respeito a vida após a morte. Acredito que a energia da pessoa permanece nos ossos“, contou.

Sobre seu gato, ela explicou que o animal morreu graças a uma “dieta pobre”. Segundo a artista, ela era muito nova e não sabia como cuidar do bichinho quando o trouxe para casa. Depois de ter problemas de rim, o animal adoeceu, e Azealia optou por não levá-lo a um veterinário, que sacrificaria o gato. “Eu deixei ele morrer em paz em casa e enterrei ele. Eu desenterrei para poder pegar o crânio dele, limpar e guardar para mim“, contou.

Continua depois da Publicidade

A rapper afirmou achar irônico que as pessoas a critiquem, sendo que a cultura ocidental não veria com maus olhos práticas como caça, e uso de couro e pérolas (ambos feitos com restos de animais). “Tem algo muito estranho sobre a humanidade e quais animais nós escolhemos salvar, quais animais decidimos que são valiosos e quais não são“, pontuou. Por fim, ela ainda revelou que pretende fazer um par de brincos com a mandíbula de seu gato. Assista à entrevista:

Entenda a controvérsia

No dia 12 de janeiro, Banks compartilhou uma série de fotos e vídeos em seu Instagram, em que aparece desenterrando o gato “Lúcifer”, morto há três meses, e mais tarde, fervendo os restos mortais do animal em uma panela.

“Lúcifer. 2009 – 2020. Meu querido gatinho. Obrigada por tudo. Uma lenda. Um ícone. Para sempre um servo”, escreveu ela, na legenda da publicação. No registro, Azealia aparece mexendo o conteúdo do recipiente com uma colher de pau, o que fez muitos acreditarem que a artista estaria preparando algum tipo de alimento com o cadáver do felino. O post rapidamente foi deletado.

[AVISO: O vídeo a seguir contém imagens fortes]

Banks também publicou nas redes, a imagem de algo que parece ser uma oferenda, na qual vemos o crânio do gato, uma garrafa de champagne, um perfume de grife, penas, uma nota de cem dólares, galhos e um crucifixo, dentro de um caldeirão rosa. “A belezura”, legendou.

(Foto: Reprodução/Instagram)

O caso dividiu opinião dos internautas e o nome da artista foi parar no topo dos assuntos mais comentados do Twitter. “Gente, pelo amor de Deus, a Azealia Banks desenterrou o próprio gato morto e fez uma sopa com os restos dele? Isso é doentio”, criticou um usuário. “Eu tô pouco me lixando se a Azealia Banks é isso ou aquilo, agora postar uma m*rda dessas no Instagram como se fosse normal?! Cara, eu enterrei meu gato, só eu sei a dor que foi. É indescritível ver alguém fazer o inverso. Pra que se exibir dessa forma?!”, indagou outro.

Por outro lado, muitos saíram em defesa da rapper, classificando o espanto dos demais como sendo “intolerância religiosa”. Isso porque, de acordo com os fãs da cantora, esse seria um ritual comum da religião santeria, à qual Azealia já declarou ser adepta.

“Fui ver esse rolê da Azealia Banks e não achei nada demais. Ela desenterrou o gato e ferveu os ossos pra tirar os restos mortais. Provavelmente isso é algum ritual da santeria, religião que ela acredita. Tá na hora de parar de falar de intolerância religiosa e começar a praticar”, disparou um perfil. “Nossa, que louco, Azaelia Banks pegou um animal morto e cozinhou. Quem faria isso?!”, satirizou mais alguém.

Confira mais reações abaixo:

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *