Xuxa lembra temer ser morta após receber propostas de prostituição de políticos e empresários: “Não era uma coisa normal”


A história bem-sucedida de Xuxa Meneghel muitos conhecem, mas só recentemente, nossa rainha tem se sentido confortável para abrir o jogo sobre momentos tensos e difíceis que enfrentou ao longo da sua trajetória. De acordo com o site Notícias da TV, durante entrevista ao “CNN Séries Originais”, de Evaristo Costa, a apresentadora relembrou que teve muito medo, quando ainda era modelo, e recebeu propostas de prostituição de políticos e empresários poderosos.

O bate-papo faz parte do especial “Supermodelos”, um documentário que reunirá histórias de diversas modelos com algo em comum: todas deixaram realidades duras e se tornaram modelos famosas nas passarelas nacionais e gringas. Foi justamente nesta época que Xuxa recebeu as propostas indecentes desses homens. “Algumas pessoas conhecidas, alguns políticos, pessoas com grana, escolhiam as modelos e diziam: ‘Quero essa’. E aí a agência ia lá com um contrato de trabalho”, lembrou.

“E eu ficava pensando: ‘Será que depois disso eles iriam me matar? Será que depois disso ia ser só um jantar? Só uma transa? Será que iam me calar?’. Não era uma coisa normal. Tanto é que a Luiza [Brunet] passou [por essa situação], eu passei e acredito que algumas modelos também passaram por isso. Mas as pessoas têm medo de falar”, opinou a apresentadora.

Continua depois da Publicidade

Naquela época, o único objetivo de Xuxa era melhorar sua situação financeira e poder ajudar sua família. “Eu corri atrás, eu queria trabalhar para dar grana para minha família. Eu queria trabalhar para ajudar a minha mãe, meu pai, para dar presentes para os outros. Era o meu intuito de criança. Era minha vontade de dar presente para quem eu gosto. Eu botei na minha cabeça que eu queria fazer o meu melhor, queria dar o meu melhor, queria ser a melhor”, falou.

Bate-papo de Evaristo e Xuxa será exibido amanhã (24), às 19h. Fotos: Reprodução/CNN Brasil

E conseguiu mesmo! Além do reconhecimento no meio, a conta bancária de Xuxa não parava de aumentar os “zeros”. “Na boa, a gente ganhava muita grana. Eram R$ 8 mil por dia. Eu chegava em casa e dizia: ‘O que eu vou fazer com tanto dinheiro? Onde eu vou botar isso?’”, contou a estrela. O episódio estreará na CNN Brasil no domingo (24), às 19h.

Entrevista reveladora

Neste sábado (23), as redes sociais também repercutiram a entrevista concedida por Xuxa para a revista Veja, divulgada ontem (22). Ao ser questionada se havia tido alguma relação homoafetiva, a apresentadora respondeu: “Sempre falaram muito sobre isso, mas nunca me senti atraída por uma mulher. Se acontecer, todo mundo vai saber. Agora, é impressionante o número de críticas de pessoas públicas e ataques na internet que recebi por causa do livro (“Maya: Bebê Arco-Íris” conta a história de uma menina, filha de duas mulheres). Fico envergonhada de ver que neste ponto, em vez de evoluir, estamos em decadência”, desabafou.

Continua depois da Publicidade

Xuxa também falou como os abusos sexuais, que sofreu dos 4 aos 13 anos, tiveram um impacto em sua vida adulta. “Tenho mania de limpeza. Chego a tomar sete banhos por dia e associo isso aos abusos. O primeiro caso aconteceu em casa. Estava dormindo e, ao acordar, tinha algo na boca que pensei ser xixi, mas era esperma. Houve outros episódios, como um parente que introduziu os dedos em minha vagina e um professor que se masturbou na minha frente”, revelou.

“Na época, o medo e a culpa me impediam de reagir. Só consegui interromper essa série de abusos quando um amigo do meu pai tentou levantar minha blusa. Criei coragem, disse não e nunca mais me sujeitei a isso”, completou.

Os assédios sempre estiveram presentes em sua carreira, um em particular a marcou. “Antes de ser famosa, fiz figuração, aos 17 anos, no programa ‘Planeta dos Homens’. Ouvi do diretor que, se não transasse com ele, não precisava voltar. Não voltei. Prestes a estrear o ‘Xou da Xuxa’, a Globo me indicou quatro diretores e ele estava na lista. Contei a proposta que ele tinha feito e essa pessoa acabou saindo da emissora”, recordou.

Continua depois da Publicidade

Olhando para trás, Meneghel também tem uma outra visão a respeito da relação que tinha com a diretora Marlene Mattos. “Se eu falasse que não fui manipulada, estaria mentindo. Mas preciso deixar claro que eu permiti. Era cômodo ter alguém organizando tudo da minha vida profissional, pessoal e até afetiva. Chegou a um ponto em que ela decidia como eu deveria falar, vestir e até namorar. E eu obedecia. Nem eu sei como me sujeitei a tudo isso e por tanto tempo”, avaliou.

Esse período, em que Xuxa deixava as pessoas tomarem as decisões em seu lugar, acabou tendo um impacto nas finanças. “Olha, eu poderia ser duas ou três vezes mais rica. Fui tudo o que as pessoas imaginam: enganada, usada, manipulada, roubada. Quando falo disso, vem logo a imagem da Marlene, mas não foi só ela”, garantiu. Hoje em dia, a apresentadora tomou todas as rédeas de sua vida. “Não vou mais ficar quietinha porque isso pode não ser bom para a minha imagem ou o governo pode não gostar. Se não me posicionar, estarei batendo palma para maluco. É vergonhoso o que estamos vivendo”, disparou.

Xuxa surpreendeu ao contar que teve depressão pós-parto. Foto: Reprodução/Instagram

Nossa eterna rainha dos baixinhos fez uma outra revelação surpreendente a respeito da maternidade. “Pouca gente sabe, mas tive depressão pós-parto. No início, achei que era porque não conseguia emagrecer, mas se tratava de um problema hormonal. Passei um período chorando por tudo”, disse. Xuxa explicou por qual motivo não fez terapia para cuidar desses traumas. “A questão é que tive uma experiência ruim com terapia aos 23 anos, quando também fui assediada. A terapeuta me induziu a relaxar e, quando despertei, ela estava tocando meu seio. Nunca mais fiz”.

Continua depois da Publicidade

Sobre a relação com a filha Sasha, não poderia haver tanta cumplicidade e sinceridade. “Na doença da minha mãe, ela usou maconha medicinal para o Parkinson e minha filha perguntou se eu tinha curiosidade de provar. Disse que não. Aliás, sempre querem saber se a Sasha fuma maconha. Não fuma. Ela própria me contou que já provou, mas não é a dela. Inclusive, agora virou evangélica, religiosa ao extremo”, entregou.

Tendo no currículo amoroso relações tumultuadas com Pelé e Ayrton Senna, Xuxa não poderia estar mais feliz com seu companheiro, o ator e cantor Junno Andrade. “Depois de ter priorizado o trabalho por tanto tempo, tenho a chance de viver um relacionamento 100%. O Ju ainda tem casa em São Paulo, mas estamos juntos quase todos os dias. A gente se agarra demais, beija demais, ri demais e transa demais”, confidenciou. A pauta sexo também marcou presença na entrevista. “Gostar, eu gosto de chocolate. Sexo eu adoro”.

Feliz da vida! Xuxa e Junno estão juntos há 9 anos. Foto: Reprodução/Instagram

Em dezembro, o contrato de Xuxa com a Record chegou ao fim, mas ao contrário do que muitos imaginam, ela não está ensaiando um retorno para a Globo. “Estou tocando vários projetos. Tenho conversas adiantadas com a Endemol e a Globoplay para a realização de um documentário, ‘O Último Voo da Nave’. Ia ser baseado em três shows que eu faria e que a pandemia tornou inviáveis. Agora, será feito com imagens minhas do passado”, anunciou.

Continua depois da Publicidade

Outro projeto na lista da rainha é uma série contando sua história. “Vai se chamar ‘Rainha’. Estamos negociando com uma plataforma de streaming e já na fase de seleção das atrizes que farão o papel de Xuxa. Além disso, planejo com a Disney+ outra série, essa voltada para a família. Posso adiantar que gostaria de ter comigo a Angélica e a Eliana. Só depende delas”, indicou. E os planos de aposentadoria?! “Aposentadoria é um termo pesado. Penso mais para a frente em abandonar minhas botas, deixar de fazer televisão. E em envelhecer em um lugar tranquilo, que pode ser a Toscana, na Itália. É um plano para daqui a dois, três anos”.

Mas antes de pensar nisso, Xuxa tem outros vários planos e vontades. “Não é novidade que quero ser avó. A Sasha está apaixonada, e isso talvez aconteça daqui a um tempo. Agora ela passará três meses na África, para onde tenho ido algumas vezes. Tanto ela quanto eu temos vontade de adotar uma criança. Se houver um encontro, se bater no meu coração, pode ser que a minha mochilinha aumente”, deixou no ar.

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *