Príncipe Philip deixou R$ 224 milhões de herança a três importantes funcionários, diz The Sun; saiba detalhes de testamento


Generoso! De acordo com reportagem do The Sun, publicada nesta quinta-feira (27), Príncipe Philip deixou cerca de 30 milhões de libras de herança para três de seus funcionários. Segundo um informante, o dinheiro seria um agradecimento final para aqueles que eram considerados os “homens-chave” do Duque de Edimburgo. Na cotação atual, o valor chega a quase 224 milhões de reais. A quantia será dividida entre os três. Não se sabe, entretanto, se igualmente, ou de outra forma.

“Ao contrário de alguns outros membros da realeza, Philip foi generoso com os três homens que cuidaram dele. Isso inclui seu secretário particular, brigadeiro Archie Miller Bakewell, seu pajem William Henderson e o assistente pessoal Stephen Niedojadlo”, disse a testemunha. É provável que a maior parte dos bens do Príncipe tenha sido deixada para a esposa e os netos, embora os valores não tenham sido divulgados pela publicação.

Segundo o The Sun, os beneficiários estiveram ao lado do Duque até o último momento. Archie Miller Bakewell era, inclusive, substituto de Philip quando ele não conseguia ir a algum compromisso. Já Henderson e Niedojadlo revezavam para ficar com ele durante a sua estadia na Wood Farm, na propriedade de Sandringham. William Henderson ainda esteve com o Duque durante os seus últimos dois dias de vida, no Castelo de Windsor.

Continua depois da Publicidade
O príncipe Philip faleceu no dia 9 de abril deste ano, aos 99 anos. (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

A fonte alegou que os netos de Philip, incluindo o Príncipe Harry – que teceu uma série de críticas à Família Real nos últimos meses – foram todos incluídos no testamento e que as questões relacionadas a dinheiro teriam sido “resolvidas há bastante tempo”. “Philip não era o tipo de pessoa que puniria um neto (Harry) por se comportar mal. Ele era um homem muito justo, imparcial e adorável. Nunca guardou rancor de ninguém”, contou.

Ainda de acordo com as informações obtidas pelo jornal, os filhos do Duque e da Rainha Elizabeth II – Príncipe Charles, Princesa Anne, Príncipe Edward e Príncipe Andrew – foram avisados de que podem “tirar tudo o que quiserem” da sua coleção de 13 mil livros, que fica na biblioteca do Palácio de Buckingham.

Continua depois da Publicidade

A fonte também relatou que, ao regressar do hospital, Philip passou um tempo assinando fotografias suas, que foram colocadas em molduras. As imagens teriam sido deixadas como presentes para todos aqueles que tomaram conta do Duque de alguma forma. Pelo visto, ele não esqueceu de ninguém mesmo!

O Príncipe Philip faleceu no dia 9 de abril deste ano, aos 99 anos, poucos meses antes de celebrar seu centésimo aniversário. A causa da morte apontada na certidão de óbito pelo médico oficial do palácio foi “idade avançada”.

Artigos Recomendados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.