Maria Flor viraliza após se revoltar contra Jair Bolsonaro e pedir pelo impeachment em vídeo afiado: “Isso aqui é uma zona do c*ralho”; assista!


Maria Flor liberou o grito de socorro entalado na garganta! Nesta segunda-feira (18), a atriz viralizou nas redes sociais ao postar um grande desabafo contra Jair Bolsonaro. A artista não escondeu sua ira ao falar do presidente e pedir por seu impeachment, depois de criticar uma série de episódios desastrosos do governo – como o caos na saúde de Manaus, no Amazonas, que ficou sem oxigênio.

Logo no começo, Maria recordou o que levou Dilma Rousseff ao impeachment e citou por que acredita que Bolsonaro deveria ser tirado do poder. “Pedaladas fiscais… O que no meu c*, na minha b*ceta, são as pedaladas fiscais, alguém sabe me dizer?”, iniciou ela, num tom acalorado, que emendou numa lista de controvérsias envolvendo o presidente.

Maria Flor transpirava ódio em seu vídeo que bombou na web. (Foto: Reprodução/Instagram)

“Agora, o Bolsonaro tá no poder há dois anos… Cê quer que eu te diga o que ele tentou fazer? Interferência na Polícia Federal; milícia; o filho dele roubou dinheiro, botou um monte de gente fantasma para trabalhar no gabinete aqui no Rio de Janeiro; o homem deixou faltar oxigênio em Manaus, as pessoas morreram; o homem fez pouco caso da pandemia”, mencionou ela.

Continua depois da Publicidade

“Teve uma pandemia no governo desse homem e esse homem falou assim: ‘Não, pandemia? Gente isso aí é só uma gripezinha’. Só essa frase… Cadê o impeachment?”, questionou Flor, que voltou suas críticas ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que já acumula mais de 60 pedidos de impeachment a Bolsonaro. “Rodrigo Maia ainda não sabe se vai impeachmar (sic). Você, sinceramente, Rodrigo Maia, você toma juízo nessa sua cabeça. Faça alguma coisa. A grande oportunidade que você tinha”, continuou.

Maria Flor clamou a Rodrigo Maia que aceitasse algum dos 60 pedidos de impeachment de Bolsonaro que já recebeu. (Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados)

Na sequência, Maria lamentou que, mesmo com o impeachment, o Brasil estaria nas mãos do vice-presidente, o general Hamilton Mourão. “Agora vai ficar com aquele Mourão. Que que a gente vai fazer com aquele homem? Nada… Militares, gente? 2021, brother. Que que a gente tá com esse governo cheio de militar, cheio de homem velho, branco, escroto. Que não percebe, que não vê o outro. Que deixa a gente morrer”, disparou.

Continua depois da Publicidade

De tanta revolta, a “Flor Pistola” mostrou que estava até suando. “É uma zona do c*ralho o que esse Bolsonaro faz como governo. É uma zona. Não é nem um desgoverno, isso aqui é uma zona do c*ralho… Eu tô suando, brother. Porque não tem mais o que fazer. A revolta tá em mim. Eu não consigo mais viver, de tanta revolta que eu tenho. É revolta que vai me subindo aqui, ó. Eu quero rasgar minha roupa, sair pelada”, declarou.

Os atos do governo de Jair Bolsonaro renderam mais de 60 pedidos de impeachment. (Foto: Reprodução)

“Agora, se eu pego um homem desse na frente… Dá vontade de pegar um avião e ir pra Brasília, pra encontrar um homem desse e encher a cara dele de bolacha”, completou. A estrela de “Cazuza – O Tempo Não Para” também rebateu os argumentos dos apoiadores ferrenhos do presidente. “Pessoal, mito não existe. Não existe mito. Bolsonaro não é mito. Bolsonaro é uma pessoa mal resolvida e com muitos problemas psíquicos – e quando digo muitos, são muitos mesmo”, acrescentou.

Continua depois da Publicidade

Por um momento, Maria imaginou como seria se Fernando Haddad tivesse vencido as eleições de 2018. “Isso me dá um ódio! A gente podia ter agora o Haddad como presidente. Imagina como nossa vida estaria?! Olha, não tenho nem como imaginar, porque é uma fantasia tão grande… A gente já teria vacina. Não 6 milhões de doses… Se a gente tivesse um professor, uma pessoa que tá pensando nos outros. O Bolsonaro tá pensando no próprio peru dele e dos filhos dele”, ironizou ela.

O deboche também esteve presente quando Maria comparou a reação dos políticos do “Centrão” com as pedaladas fiscais de Dilma à situação de Manaus. “Não sei se o centrão tem essa percepção. Talvez esse pessoal pense: ‘p*rra, talvez tenha sido demais esse negócio de Manaus. Será? Morreram os bebês, uma ala inteira do hospital. Talvez tenha pegado mal. Será que a gente vota [o impeachment]?’. Não são pedaladas fiscais. Não é essa gravidade, das pedaladas fiscais. Mas, afinal, acho que a gente tem um material aí pra votar esse impeachment”, disse ela, debochando da opinião dos deputados.

Continua depois da Publicidade

Por fim, ela voltou a satirizar que o processo de impeachment de Bolsonaro só não saiu ainda porque não houve pedalada fiscal… Já que todo o resto da tragédia não se habilita. “Não sei pra que que serve aquela Constituição, porque ninguém respeita. Só valeu pra Dilma. Fez pedaladas fiscais. Pedaladas fiscais nesse país aqui, é uma coisa que dá impeachment. Agora deixar gente morrer, fazer pouco caso da pandemia, não usar máscara, deixar as pessoas sem oxigênio, interferir na polícia federal, todos os laranjas… tudo isso não dá impeachment. Impeachment mesmo é pedalada fiscal”, concluiu.

Assista ao vídeo na íntegra aqui:

Nem precisamos falar que o vídeo rendeu muito na web, né? Foram vários os internautas que se identificaram com esse estado de espírito de Maria Flor, especialmente após o tempo de pandemia. “Que vídeo maravilhoso, obrigada, Maria Flor. Eu não consigo entender por que a Dilma foi impeachmada (sic). Pedaladas fiscais, meu c*, minha b*ceta”, disse uma seguidora. Enquanto outra usuária do Twitter elogiou a atriz, usando o meme do: “A mulher está um luxo! Tá linda! Tá arrasando! Tá maravilhosa!”.

Continua depois da Publicidade

“Eu compactuo de toda revolta dela”, contou um perfil entre a onda de compartilhamentos do desabafo na rede social.

O trecho sobre os políticos militares, homens brancos e mais velhos também deu o que falar. “Queria poder espalhar essa parte por todo canto desse país”, opinou Ángel.

Continua depois da Publicidade

Mas, sem dúvidas, um dos trechos mais hilários foi o que mais reverberou na cabeça do povo. “Eu tô lembrando da Maria Flor falando com ódio: ‘Me dá vontade de rasgar a roupa e sair pelada’ lkkkkkkkk eu tenho isso DEMAIS”, escreveu Déia Freitas.

2021 mal começou e já tem tanta notícia difícil que o acúmulo de estresse nem surpreende mais… Kkkk

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *