De arrepiar! Lady Gaga arrasa no vozeirão em apresentação de hino na posse de Joe Biden, e JLo emociona com pedido em performance; assista


O dia 20 de janeiro de 2021 entra para a história como um dos mais marcantes da política dos EUA e do mundo. Aconteceu, agora às 13h (horário de Brasília), a cerimônia de posse presidencial de Joe Biden e da vice, Kamala Harris. O evento realizado no Capitólio, em Washington D.C., contou com performances de Lady Gaga e Jennifer Lopez, que subiram ao palco antes dos democratas fazerem juramento ao cargo.

Gaga entoou lindamente o hino nacional norte-americano, “The Star-Spangled Banner”, acompanhada pela banda dos fuzileiros navais, e não escondeu sua emoção ao final da apresentação poderosa. O look escolhido pela cantora foi um vestido vermelho bufante, com um blazer preto por cima e um broche dourado de pomba, o símbolo da paz. Assista:

A popstar foi uma das grandes apoiadoras da campanha de Joe Biden contra Donald Trump, em 2020. Gaga usou bastante sua voz e influência para incentivar o povo norte-americano a votar, já que o ato não é obrigatório nos Estados Unidos. Ela, inclusive, participou do último comício do democrata, que aconteceu na Pensilvânia, estado natal do político e, na ocasião, suplicou aos indecisos que tomassem uma atitude e fossem às urnas.

“Se vocês estão aqui, provavelmente também acreditam que Joe é a escolha certa, ao invés de Donald Trump. Assim como eu, vocês viveram esses últimos quatro anos e têm todas as evidências que precisam para saberem que, sem sombra de dúvidas, Joe Biden é a escolha certa. Se vocês acreditam nele e ainda não votaram, por favor, façam isso! Agora não é o momento de se sentirem confiantes e apenas assistirem, é hora de tomar uma atitude! É hora de votar como se esse país dependesse disso, porque depende!”, frisou.

“Votem como se as vidas de seus filhos dependessem disso, porque dependem. Falo para todas as mulheres e homens que tenham filhas, irmãs e mães, não importa como vocês se identifiquem, agora é a chance de vocês votarem contra Donald Trump, um homem que acredita que a fama dá a ele o direito de pegar uma de suas filhas, irmãs, mães ou esposas, por qualquer parte do corpo delas. Votem no Joe! Ele é uma boa pessoa”, encerrou.

Relembre:

O comportamento da artista não foi diferente nas redes sociais. Uma das estratégias que a loira adotou para chamar a atenção do público e passar seu recado, foi gravando um vídeo no qual aparece usando looks icônicos e memoráveis de sua carreira, enquanto incentiva o espectador a votar. Para assistir ao vídeo completo, clique aqui.

Jennifer Lopez representa povo latino durante cerimônia

Além de Gaga, quem também participou do evento foi JLo. Filha de imigrantes porto-riquenhos e uma das grandes representantes da comunidade latina nos Estados Unidos, a cantora apresentou um medley das canções “This Land Is Your Land”, “America The Beautiful” e “Let’s Get Loud”. A performance foi interrompida, em certo momento, dando espaço a um apelo, feito por ela, em espanhol: “Uma nação, abaixo de Deus, indivisível e com justiça para todos”. Confira:

Posse de Joe Biden não contou com presença de Trump

A cerimônia de posse do 46º presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, começou de forma muito diferente do normal. Católico praticante, o político iniciou seu dia visitando uma missa na Catedral de São Mateus, o padroeiro das autoridades. O político foi acompanhado pela presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, do líder democrata do Senado, Chuck Schumer, e dos líderes republicanos de ambas as casas, Kevin McCarthy (Câmara) e Mitch McConnell (Senado).

Já no Capitólio, as solenidades continuaram, mas por conta da pandemia não contaram com a presença de cidadãos americanos. Apenas mil pessoas puderam presenciar o momento histórico e a “multidão” foi composta por membros do Congresso americano e um acompanhante de cada um – nas posses anteriores, eram distribuídos cerca de 200 mil convites.

Continua depois da Publicidade

O antecessor de Biden, Donald Trump, não atendeu o evento, já que não tem lidado muito bem com a derrota. Horas antes do início das festividades em celebração à Biden, o empresário saiu às pressas da Casa Branca, em direção à Mar-A-Lago, na Flórida. O acontecimento teve início às 11 horas da manhã em Washington D.C., 13 horas em Brasília e Biden se tornou o 46º presidente dos Estados Unidos ao fazer o juramento após sua vice, Kamala Harris, na Fachada Oeste do Capitólio. Emocionante!

A invocação foi feita pelo padre Leo J. O’Donovan, antigo amigo da família Biden, e o juramento de fidelidade foi lido e interpretado em libras por Andrea Hall, bombeira há 28 anos e primeira mulher afro-americana na história do Departamento de Bombeiros e Resgate da Cidade de South Fulton, em Fulton County, Geórgia, a ser promovida ao posto de Capitã dos Bombeiros em 2004.

Após discursar pela primeira vez já como presidente dos Estados Unidos, Biden, ao lado de Harris, foi acompanhado por chefes militares até o lado oposto do Capitólio. Na Fachada Leste, o agora presidente assistiu a passagem de tropas em revista, antiga tradição militar que é utilizada para simbolizar a transferência pacífica de poder para um novo “Commander In Chief”, em português “Comandante Chefe”, nome do cargo ocupado pelos presidentes do país.

Continua depois da Publicidade

Joe continua as tradições americanas com uma visita ao cemitério militar de Arlington, onde Biden e Harris, ao lado dos ex-presidentes Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton, depositarão uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido – nome dado aos monumentos erguidos nos Estados Unidos para honrar soldados que morreram na guerra sem que os seus corpos fossem identificados.

Todo o processo termina, finalmente, na Casa Branca – ao se aproximarem da residência oficial, o novo presidente e a primeira-dama farão parte do percurso a pé, lado a lado de representantes de todos os segmentos das forças armadas. Já na Casa Branca, Biden inicia seu mandato, oficialmente, após assinar seus primeiros decretos.

Em seguida, em tempos normais, todos participariam do tradicional baile de gala, realizado na noite da posse – porém o evento também foi suspenso devido à pandemia. Ele foi substituído pelo especial “Celebrando a América”, que será transmitido online e por várias emissoras de TV e contará com a participação do presidente Biden, da vice, Kamala, e de diversos artistas, como Lady Gaga, Jennifer Lopez, Jon Bon Jovi, Demi Lovato, Justin Timberlake e Bruce Springsteen. A apresentação será feita pelo astro de Hollywood, Tom Hanks, e terá duração de 90 minutos, com início às 22h30, no horário de Brasília.

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *