Caso Tom Veiga: Ex-esposa divulga fotos e áudios em que humorista relatava ataque: “Brutalmente agredido”; Cybelle Hermínio se defende de acusações


Novos desdobramentos… Ontem (6), o público foi surpreendido com a divulgação da disputa judicial pelo testamento de Tom Veiga, nosso eterno Louro José, que faleceu em novembro de 2020, vítima de um AVC. O imbróglio expôs capítulos chocantes sobre a vida do ator, incluindo as supostas agressões físicas que ele sofria da sua terceira ex-esposa, Cybelle Hermínio. Nesta quarta-feira (7), Alessandra Veiga, segunda ex-esposa do artista, divulgou fotos e mensagens mostrando os ataques que Tom sofreu. Cybelle, por sua vez, quebrou o silêncio e negou veemente ter batido no ex-marido, demonstrando indignação com a teoria de que o ator morreu por envenenamento.

Alessandra e Tom Veiga foram casados por 14 anos e tiveram dois filhos. Em março deste ano, ela concedeu uma entrevista ao Uol e revelou que os dois estavam ensaiando uma reconciliação à distância, uma vez que atualmente mora nos Estados Unidos. Foi em uma das muitas conversas que os dois tinham pelo WhatsApp que o ator revelou as agressões que sofreu e resultou no fim do casamento com Cybelle Hermínio. Ao jornal Extra, Alessandra decidiu “quebrar a promessa” que fez para o ex-marido, e mostrou fotos e mensagens com tudo que Tom tinha enviado sobre o caso.

“No dia 4 de outubro, depois de a gente se falar por vários motivos e assuntos, o Tom me abordou meio diferente e falou que nunca tinha me falado o motivo da separação dele dessa moça. Aí, ele me mandou as fotos da agressão e a partir dali os áudios. Disse que tinha muita vergonha, que estava se sentindo um lixo, se sentindo mal, à base de calmantes, com muita vergonha. Ele me contou, está nos áudios, que foi agredido depois de uma briga boba”, explicou Alessandra para o jornal.

Continua depois da Publicidade

A briga

No áudio de quase quatro minutos, Tom Veiga conta para a ex-esposa sobre a briga que aconteceu no dia 4 de setembro. O ator pediu para o enteado que ele não almoçasse dentro da piscina da casa, mas o pedido foi contrariado por Cybelle, que levou a refeição para o local da mesma forma. Em um primeiro momento, os dois teriam concordado que tinham ficado chateados com as atitudes um e do outro, mas cada um seguiu para o seu lado. À noite, Tom estava tomando vinho e ofereceu uma taça para a empresária, e os dois iniciaram uma discussão porque ela queria resolver o “clima de m*rda” que estava entre eles.

“Ela deu uma porrada no computador, quando eu fui pegar a garrafa, a taça de vinho, ela jogou a taça na parede. E aí seguiu, me deu uma garrafada, veio pra cima, me agarrou no pescoço, me jogou no chão, e foi agressão, agressão mesmo! Apanhei como não apanhei da minha mãe”, disse Tom. Ele ainda acrescentou: “Tenho até vergonha de contar. Fui brutalmente agredido”. No áudio, o humorista também explicou que não iria reagir de forma alguma, principalmente porque Cybelle tinha operado recentemente e ainda estava se recuperando. “Ela tava toda costurada. O meu discernimento era só me defender, eu não ia nem empurrar porque se não iria machucar. Alessandra, eu apanhei igual um filho da p*ta!”, falou.

Tom Veiga oficializou casamento com Cybelle um mês antes de divórcio. Foto: Reprodução

O intérprete de Louro José relatou que a ex-esposa estava fora de si, insistindo para que ele tivesse alguma reação. “Reage, c*zão! Reage c*zão! Você é um bosta!”, reproduziu Tom sobre o que a empresária teria dito. Segundo o ator, Cybelle ainda teria pegado tudo dele, como chaves da casa, do carro e celular. “Eu saí de casa descalço, de shorts e camiseta, meu amor”, revelou Veiga. Em vários pontos, a versão contada pelo ator coincide com o depoimento da sua ex-funcionária e confidente, Josenilde de Cássia Santos Silva. O jornalista Leo Dias teve acesso aos documentos, registrados em dezembro do ano passado.

Continua depois da Publicidade

“Ao indagar Cybelle, perguntando sobre seu patrão como de costume, Cybelle disse: ‘Só esperei você sair. Dei muito nele. Dei até ele não aguentar mais’”, alegou Josenilde em um trecho. “Ele, então, entrou em casa e ela foi atrás, batendo nele com toda a vontade. Ele caiu no sofá e ela seguiu batendo nele e dizendo: ‘Reage, seu c*zão, reage’. A todo tempo ela dizia que faria ele reagir para então acabar com a carreira dele. […] Ele realmente teve medo de morrer e, depois de ter sido socorrido por amigos próximos, foi para um hotel, onde ficaria até que Cybelle saísse da casa para nunca mais voltar”, lembrou-se a funcionária no depoimento.

Na conversa com Alessandra Veiga, Tom ainda anexou uma série de fotos em que é possível ver marcas e hematomas, consequências da briga. No dia seguinte, o artista procurou o advogado para dar entrada no processo de separação. Alessandra ainda o questionou sobre a troca nos documentos de união estável para uma certidão de casamento, que tinha ocorrido em agosto. “É um contrato. Tudo a mesma m… A diferença é que fiz um com separação total de bens”, pontuou o ator.

De acordo com a jornalist Fábia Oliveira, Tom Veiga teria contado com a ajuda do amigo André Marques após agressão. Foto: Reprodução

Tom Veiga não falou para a segunda ex-esposa sobre seu testamento, que foi feito durante um período em que ele teve problemas de saúde e inclui o nome de Cybelle como beneficiaria de 50% do seu patrimônio. Porém, o ator reclamou para Alessandra que sente ter sido vítima de um golpe. “Caí igual um patinho. Tudo premeditado. Foi golpe e eu caí igual um pato”, garantiu. Ela quis saber o que a empresária ganharia com uma possível armação. “Eu não sei. Mas é f… Não consigo entender até hoje. É a pior coisa da minha vida. Por isso eu vivo de calmante. Mas não tem jeito. Eu acordo de madrugada com ela no meu pescoço. É uma psicopata. Acabou com a minha vida. Hoje vivo como se fosse um babaca, um merda”, declarou o ator.

Confira as mensagens, áudios e fotos enviadas por Tom Veiga para Alessandra Veiga, clicando aqui.

Continua depois da Publicidade

Desabafo de Alessandra Veiga

Ainda para o jornal Extra, a segunda ex-esposa de Tom falou sobre seu sentimento assim que soube dos conflitos do ator com Cybelle. “Tom não tinha uma índole agressiva, ele nunca esperava por isso. Eu tive que ver tudo aquilo, ouvir tudo, tendo que ser parcial, porque eu não queria ficar dando minha opinião, não queria que ele se sentisse pior do que já estava. Ele disse que estava à base de calmantes e que com muita vergonha. Eu fiquei chocada. De conhecer o Tom, do jeito que eu conhecia, e saber que ele estava passando por uma dessas”, admitiu.

Alessandra ainda relembrou o histórico dela com o artista. “Dois meses depois da nossa separação ele começou esse relacionamento. A gente até vinha tentando uma reconciliação, mas eu disse que ele tinha feito uma escolha e que era para assumir o que fez. Para ele, deve ter sido muito difícil confirmar que tinha feito a escolha errada… O que eu tenho para dizer hoje é que, pra mim, não importa qual a decisão da Justiça. A minha verdade é o que ele me falou, e eu acredito nele”, declarou.

Tom e Alessandra Veiga estariam ensaiando reconciliação pouco tempo antes do ator morrer. Foto: Reprodução/Facebook

Por fim, ela explicou por qual motivo decidiu quebrar a promessa, e expor todas as mensagens. “Não gosto de falar sobre o que não posso provar. E tem áudio dele falando para provar. Decidi falar isso agora porque aconteceu isso tudo [a divulgação da briga] e eu pensei, ele pediu na época ‘não conta para ninguém’. Mas hoje vejo a necessidade de as pessoas saberem, sim. Então, agora eu sou a voz dele”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

Cybelle Hermínio se defende

Nesta quarta-feira (7), a empresária quebrou o silêncio sobre tudo que estava sendo veiculado na mídia a respeito do seu casamento com Tom Veiga. Ao lado do seu advogado, Edson Sobrinho, ela compartilhou um vídeo no Instagram com pouco mais de cinco minutos, abordando diversos pontos, inclusive como era sua relação com o ator. “Minha relação com Tom sempre foi muito carinhosa, brincalhona e amorosa. Nunca houve nenhum tipo de violência de nenhuma das partes. A gente tinha briga normal, como todo casal, mas nada que fugisse do controle”, alegou.

Cybelle ainda se mostrou surpresa com as notícias negativas sobre ela, que têm amigos de Tom Veiga como fontes. “Sempre tive uma relação muito boa com os amigos. Me surpreende porque eu tenho mensagens deles, tenho arquivo de grupos que a gente participava juntos. Então, eu desconheço completamente essas coisas que estão sendo faladas”, pontuou.

A empresária assume que realmente houve uma briga entre eles, mas alega que isso não foi motivo para a separação dos dois. Ela ainda negou que existia uma data marcada para a assinatura do divórcio. “Houve uma briga de um casal, como qualquer outra, em meio a uma pandemia, e eu fui para a casa da minha mãe respirar um pouco. Nunca houve data de assinatura de divórcio”, disse.

No vídeo, Cybelle afirma que evitou falar publicamente para preservar sua imagem, mas precisou se posicionar após tantas acusações. Foto: Reprodução/Instagram

Ontem, o jornalista Leo Dias relatou que os familiares de Tom Veiga iriam pedir a exumação do corpo, pois suspeitavam que a verdadeira causa de sua morte teria sido um envenenamento. Alessandra Veiga negou a história ao jornal Extra, e Cybelle se mostrou indignada com a especulação. “Então, diante disso, de envenenamento… É um absurdo o que estão falando. Nunca houve nada disso”, afirmou. Ela também comentou sobre as conversas e fotos divulgadas por Alessandra. “Desconheço completamente aquelas marcas e fotos que estão circulando nas mídias. Nunca houve nada disso, tanto que não tem B.O. registrado, não tem medida protetiva, não tem corpo de delito. Eu confio na lei, na Justiça e no laudo do IML”, argumentou.

Continua depois da Publicidade

Cybele passou a palavra para Edson Sobrinho, que confirmou a existência do testamento com o nome da empresária, mas ressaltou que todo o processo corre sob segredo da Justiça. Ainda, ele alertou os internautas sobre os ataques que estão sendo feitos contra Hermínio, e disse que as medidas judiciais cabíveis serão tomadas. Da mesma forma, ele também comentou a respeito das  informações que estão sendo divulgadas sobre sua cliente e serão devidamente investigadas.

“Tem uma atenção no Ministério Público que também vai ajudar na apuração de todas essas alegações que estão vindo na mídia. Mas o que a gente não pode concordar é com tudo que vem sido veiculado, que só vem trazendo só mais sofrimento tanto para a Cybelle quanto para os filhos dela. Essas alegações que estão sendo feita: de exumação de corpo, de forçação de casamento através de doação de bens, nunca houve isso. Isso tudo vai ser analisado dentro do processo”, finalizou.

Entenda o caso

Tom Veiga, intérprete do papagaio Louro José no programa “Mais Você”, foi encontrado morto aos 47 anos, no dia 1º de novembro. De acordo com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), ele foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). No início deste mês, veio a público o testamento deixado pelo artista e a disputa judicial que foi iniciada pelos seus familiares. O documento destina 50% dos seus bens para serem divididos entre seus quatro filhos, e a outra metade para sua ex-esposa, Cybelle Hermínio.

A família do ator quer anular o testamento por não acreditar que ele tinha o real desejo de deixar algo para Cybelle em seus últimos dias de vida. O casamento durou apenas sete meses, e o documento foi feito quando os dois ainda estavam juntos, mas em um período bastante delicado. Segundo o jornal Extra, em maio de 2019, Tom descobriu alguns nódulos no pulmão e decidiu se precaver ao registrar o documento. Parentes e amigos de Veiga afirmam que o casamento do ator com Hermínio chegou ao fim em péssimos termos. Inclusive, áudios divulgados também pelo Extra, revelam que o artista estaria combinando de excluir definitivamente Cybelle do testamento dois dias antes de sua morte.

Continua depois da Publicidade

Com essas revelações, a imprensa passou a investigar a fundo o casamento dos dois, e descobriu que a relação era muito conturbada. A jornalista Fabíola Reipert afirmou ter conversado com um amigo de Tom que viu o corpo do ator cheio de hematomas após uma briga com Cybelle. Enquanto isso, Leo Dias trouxe à tona o depoimento de Josenilde de Cássia Santos Silva, que trabalhou na casa do ator na época em que ele ainda estava casado com a empresária. Nos relatos, ela dá detalhes do desabafo que ouviu de Tom a respeito de uma briga que teria ocorrido no dia 4 de setembro.

Tom Veiga dava vida ao Louro José no programa “Mais Você”. Foto: Reprodução

“Ela tentou me matar. Ela tentou me matar. Ela ficou um monstro e, eu, uma formiguinha. Se eu não saísse, ela ia acabar com a minha vida. Do jeito que ela estava descontrolada, a vontade dela era acabar com a minha vida”, lembrou-se a funcionária do que teria sido dito por Tom. Ainda, um amigo contou ao Extra que ficou desconfiado quando soube que o ator estava instalando um moderno sistema de segurança em casa, mesmo morando em um condomínio fechado. “Quando perguntei, ele me disse que estava preocupado com a segurança dele. Insisti em saber o motivo, mas Tom mudou de assunto rapidamente”, relembrou a fonte.

No dia 6 de abril,  a coluna de Leo Dias revelou que os familiares de Tom Veiga teriam o intuito de exumar o corpo do ator. Eles estariam desconfiando que o verdadeiro motivo da morte foi envenenamento. Alessandra Veiga, segunda esposa do artista e mãe de dois dos seus filhos, negou que a informação seja verdade. “Não sabemos que família é essa. Porque a nossa, com certeza, não é. Não sabemos de nada disso. Nem eu nem os filhos do Tom, muito menos os irmãos”, garantiu ao jornal Extra.

Em março deste ano, Alessandra também concedeu uma entrevista ao Uol e rebateu as críticas por exigir parte dos bens de Tom Veiga. “Tudo o que tem de bem material, a metade é minha. Porque desde quando a gente se divorciou não resolveu. Não foi dividido. Nada foi dividido”, argumentou ela, além de garantir que os dois estavam ensaiando uma reconciliação do relacionamento. “Chegaram a dizer que a gente ia se casar na semana seguinte [ao falecimento], mas não é verdade. Não se pode marcar um casamento sendo casado”, destacou Alessandra.

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *