testamos o Squalane Cleanser da The Ordinary

A gente sabe que vocês amam resenha da The Ordinary por aqui! Inclusive temos uma série de posts sobre a marca, só clicar aqui para ler. Por isso mesmo, hoje falaremos de mais um produto deles: o Squalane Cleanser, um demaquilante que funciona como os óleos de limpeza.

Squalane Cleanser da The Ordinary

Segundo a marca, o Squalane Cleanser é um produto que visa a remover a maquiagem e hidratar a pele. A fórmula tem óleo de esqualano, que é eficiente para remover maquiagem e impurezas da pele. A recomendação é esfregar o produto entre os dedos com as mãos secas por 10 a 30 segundos, até que a textura se torne como a de um balm. Depois, é só massagear no rosto seco até derreter toda a maquiagem. Por fim, é só enxaguar o rosto com água e, se preferir, finalizar a limpeza com sabonete facial.

Reparem que o Squalane Cleanser não removeu bem o delineador, que é à prova d’água.

A The Ordinary é cruelty free.

O que a Marina achou na pele seca

Quando vi esse produto, jurava que ele teria outra textura, completamente diferente! Esperava algo como um balm de limpeza, só que em outro tipo de embalagem. Mais ou menos como um óleo de coco, sabe? Mas não! Ele é tipo um creme espesso. Eu uso como a própria marca indica, ou seja, coloco um pouco do produto nos dedos e esfrego as mãos delicadamente para aquecer e ‘derreter’ o produto. E aí sim passo no rosto em movimentos circulares para remover a maquiagem. 

Aos poucos, a textura dele que parece cremosa vai virando um óleo leve. Funciona exatamente como os óleos de limpeza – massageio bem até que a maquiagem derreteu. E aí enxáguo – junto com a água, o óleo emulsiona e vai embora. Não irritou a região dos meus olhos, não deixou a pele gosmenta ou pegajosa e removeu a maquiagem. Mas devo dizer que achei o poder de remoção mais leve do que o de um óleo de limpeza tradicional. Ele leva mais tempo pra “derreter” bem a maquiagem e se o produto for mais resistente (especialmente os para os olhos), acabam ficando alguns resíduos. Depois complemento a limpeza com sabonete facial e tônico.

Por conta disso, não amei. Mas é bom destacar o fato de que é fácil levar a embalagem desse limpador na nécessaire se for preciso. Eu, como sou muito apegada aos óleos, vivo tendo problemas com embalagens que vazam na mala em viagens. Achei esse bem prático para carregar por aí.

O que a Thais achou na pele mista

Existem alguns rituais de beleza do nosso dia a dia que, de tão repetidos, acabam sendo automatizados. Um exemplo, para mim, é pegar um algodão embebido em água micelar ou demaquilante e esfregar cuidadosamente no rosto. Talvez para você isso soe mais trabalhoso do que aplicar um cleansing oil e massagear na pele, para depois enxaguar, né?

Pois, por causa do costume, acho a segunda opção muito mais chata de fazer. Não sei explicar, mas tem algo nos cleansing oils e cia – como é o caso do Squalane Cleanser – que me tira a paciência. Por isso, testei esse como faria com qualquer outro da categoria que já usei: com preguiça e dentro do box, com o adendo de esperar que ele fizesse o trabalho completo (demaquilar e também limpar, como prometido) de uma vez só.

Começa que é preciso aquecer o produto entre as mãos, aí de creminho ele vira um óleo mesmo. Ainda assim é bem denso e na hora de esfregar parece que fica um pouco mais espesso. Tira a maquiagem, incluindo à prova d’água, mas minha decepção é que não totalmente: em todos os usos, sobrou rímel na toalha e base no algodão do tônico para contar história.

Outra questão é que, pelo menos na minha pele mista, fico sentindo a necessidade de lavar com um sabonete facial. Uma sensação levemente brilhante e pegajosa que não me agrada, como se um pouco tivesse ficado impregnado ali. Ou seja, minha amiga… Talvez esse produto não seja pra mim.

O que a Sá achou na pele oleosa

Sou uma grande entusiasta dos óleos e balms de limpeza, acho infinitamente melhores que qualquer demaquilante e sinto que minha pele fica limpa e sem resíduos com o uso deles. Por isso, estava bem animada para testar essa versão da The Ordinary.

O produto deles é um pouco diferente porque tem textura de creme e exige que você esfregue na palma das mãos antes de aplicar no rosto para “derreter a maquiagem”. Mas o meu problema com ele não foi este. 

O Squalane Cleanser não retira a maquiagem tão bem assim, principalmente os batons e máscaras de longa duração. E além disso, exige mesmo o double cleansing, ou seja, tem que passar sabonete depois do uso para retirar o resíduo do próprio limpador da pele. Como já havia testado produtos semelhantes anteriormente, este me pareceu uma “versão mal feita”, sabe como? Acho que a gente tem outras versões de cleansing oil que são mais efetivas.

Composição

Ingredientes: Squalane, Aqua (Water), Coco-Caprylate/Caprate, Glycerin, Sucrose Stearate, Ethyl Macadamiate, Caprylic/Capric Triglyceride, Sucrose Laurate, Hydrogenated Starch Hydrolysate, Sucrose Dilaurate, Sucrose Trilaurate, Polyacrylate Crosspolymer-6, Isoceteth-20, Sodium Polyacrylate, Tocopherol, Hydroxymethoxyphenyl Decanone, Trisodium Ethylenediamine Disuccinate, Malic Acid, Ethylhexylglycerin, Chlorphenesin.

Preço e onde comprar o Squalane Cleanser

Os produtos da The Ordinary não são vendidos oficialmente por aqui. Mas há uma série de lojas que entregam por aqui, para quem resolver se aventurar nas compras da gringa. São elas: a própria loja da The Ordinary e a Beauty Bay. O Squalane Cleanser custa cerca de 7,90 dólares canadenses – cerca de R$ 35 no câmbio de hoje.

Lembrando que compras de fora correm o risco de serem taxadas.

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *