Priscilla Alcantara dá resposta certeira após críticas de que teria ‘se desviado’ de Deus; assista


Priscilla Alcantara foi a convidada do PocCast desta quarta-feira (22), e abriu o jogo sobre assuntos que rondam sua vida pessoal. No bate-papo com Rafael Uccman e Lucas Guedes, a cantora rebateu as afirmações de que teria se “desviado do caminho de Deus” ao ingressar no mundo pop, e criticou as falas homofóbicas da cantora gospel Bruna Karla, que viralizaram recentemente.

“Eu acredito que tudo que eu estou vivendo é sempre da vontade de Deus. Eu sempre comuniquei muito os meus pensamentos, sempre fui muito aberta. Eu já falei com meu público sobre arte, bíblia e espiritualidade, por exemplo. Então quando eu tomo uma atitude dessa, eles não estranham, porque a gente já conversou sobre isso. As pessoas que estranham são, provavelmente, as que nunca pararam pra me ouvir”, explicou.

“Só que às vezes as pessoas simplesmente não querem entender, elas só querem criticar aquilo que elas não acham correto ou que não fariam igual. E eu não posso parar minha vida para tentar explicar. Então quando eu via alguma resistência, mas eu já estava em paz comigo e com Deus do que eu tinha que ser e fazer, eu apenas seguia. A gente precisa aprender a lidar!”, acrescentou a artista, que ainda deu uma reposta certeira.

Continua depois da Publicidade

“O crente não é só isso! Estar feliz também é de Deus, festejar também é de Deus, ajudar alguém a partir de uma experiência humana também é de Deus. Deus não abandona ninguém e eu não vou dar voz para essas pessoas. Eu não lamento que me ofendam, eu lamento que a pessoa precise disso. Muita gente acha que só porque eu não canto mais no gospel eu sou ‘desviada’, mas eu costumo pensar: ‘Desviei. Desviei do fanatismo religioso, da hipocrisia, da religiosidade, da opressão religiosa, e quanto mais eu me desvio disso, mais eu me aproximo do meu alvo, que é Cristo”, afirmou.

Priscilla rebateu as críticas no PocCast. (Foto: Reprodução)

Em outro trecho da entrevista, ela lamentou a fala da cantora gospel Bruna Karla, que se recusou a cantar no casamento de um amigo por conta da orientação sexual dele. “É muito triste, é podre. É errado em muitos níveis”, definiu. Para Priscilla, faltou empatia na fala de Bruna: “Quando você vai falar, você tem que fazer o exercício de sempre pensar em como a sua fala vai atingir o próximo. O que eu acredito é que eu tenho que ter cuidado em como as coisas que eu falo vão refletir em sua vida”.

Continua depois da Publicidade

Para justificar seu posicionamento, ela ainda usou um trecho da própria bíblia. “Jesus fala: ‘Novo testamento vos dou. Ame os próximos assim como eu te amei’. Eu não vivo minha fé dessa forma: ‘Enquanto eu adoro a Deus, eu mato alguém’. Não existe isso, não reflete o Deus que eu acredito”, explicou.

“O ponto não é dar sua opinião. O ponto é: em que isso impacta a vida do meu próximo? Eu vou dar vida ou morte para ele? As minhas palavras vão te matar ou trazer vida? Vão te fazer sentir amado ou vai te desumanizar? A minha prioridade é você, garantir que você vai se sentir amado, digno, livre”, concluiu.

Assista à entrevista completa:

Artigos Recomendados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AllEscort