Caso Henri Castelli: Delegado revela o que testemunhas contam sobre o crime, e afirma que agressores responderão por lesão grave; saiba detalhes


Ontem (11), os internautas ficaram chocados com as fotos e vídeos divulgados pelo ator Henri Castelli da sua mandíbula fraturada, após ter sido agredido covardemente no final do ano passado. Nesta terça-feira (12), Fabrício Lima do Nascimento, responsável pela Delegacia da Barra de São Miguel, em Alagoas, deu detalhes não divulgados pelo artista sobre o crime, e afirmou que os agressores já foram identificados pela polícia e serão indiciados pelo crime de lesão corporal grave.

Nos vídeos gravados por Henri Castelli ontem, ele focou principalmente na seriedade dos seus ferimentos e como foi o processo desde os primeiros atendimentos médicos até sua cirurgia, realizada na última sexta-feira (8). Os detalhes das circunstâncias em que ele foi espancado gratuitamente não foram reveladas, assim como a identidade dos seus agressores. De acordo com o delegado, a violência aconteceu na madrugada do dia 29 para 30 de dezembro, após o artista ter reclamado de uma festa que havia sido realizada na marina local.

“Segundo as testemunhas ouvidas, Henri foi questionar um dos organizadores do evento. Na mesa estavam quatro casais. Os agressores afirmam que Henri não gostou da realização da festa e a confusão teria iniciado”, contou Fabricio. Ao todo, quatro suspeitos foram identificados e já foram ouvidos pelas autoridades, sendo que apenas um deles confessou que realmente agrediu Castelli — segundo ele, com a intenção de revidar.

Continua depois da Publicidade

O advogado de defesa do artista e a Polícia Civil já pediram para ter acesso às imagens registradas pelas câmeras de segurança da marina, porém, o local afirmou que o equipamento não funcionava naquele momento. O site Uol tentou entrar em contato com os suspeitos e seus respectivos advogados de defesa, mas não obteve sucesso.

[Alerta! Imagens sensíveis a seguir!]

Nas redes sociais, Zezeco, ex-prefeito de Barra de São Miguel — onde aconteceu as agressões —, se pronunciou sobre o caso após ter seu nome envolvido em uma matéria do jornal Extra. “Fizeram um grande esforço para me envolver num fato ocorrido em um estabelecimento comercial de minha propriedade. Quem me conhece sabe que eu repudio qualquer ato de violência”, começou.

“Conheço, sim, todas as partes envolvidas na triste situação, dos dois lados, inclusive. Em momento algum neguei as imagens das câmeras, nosso sistema não estava funcionando, pois ainda estava em montagem, inauguramos no dia 27 de dezembro à noite e até o presente momento ainda estamos fazendo os devidos ajustes. Jamais ordenaria aos seguranças para não separarem uma briga, seja ela qual for. No momento do ocorrido, eu não estava próximo e não pude presenciar os detalhes”, garantiu. Zezeco afirmou que tem recebido ameaças e agressões por conta desse suposto envolvimento na história, e desejou melhoras para Henri Castelli.

Ex-prefeito Zezeco se defende de acusações sobre caso envolvendo Henri Castelli. Foto: reprodução/Instagram

Enquanto isso, o delegado Fabrício Nascimento já procura outras alternativas para dar continuidade às investigações. “Ainda tentaremos outras imagens para auxiliar nas investigações. Já ouvimos mais de 10 pessoas, entre envolvidos e testemunhas e está tudo bem encaminhado, eles [agressores] responderão pelo crime de lesão corporal grave. Creio que em até 15 dias, entregaremos o inquérito ao Ministério Público para o oferecimento da denúncia”, revelou.

Continua depois da Publicidade

Entenda o caso

No dia 30 de dezembro, veículos da imprensa, a princípio do Nordeste, reportaram que Henri Castelli havia dado entrada no hospital Santa Casa de Alagoas, após se envolver numa briga e ter a mandíbula fraturada. Na ocasião, o ator confirmou a internação através de sua assessoria, mas alegou como motivo, um acidente na academia. No dia 11 de janeiro, Henri quebrou o silêncio sobre o caso e fez um desabafo emocionado, recordando o que viveu realmente.

Em entrevista exclusiva ao hugogloss.com, o ator explicou que não houve uma briga. Segundo o artista, ele sofreu a violência de forma gratuita e de surpresa. “Não houve briga, eu fui agredido covardemente, puxado pelo pescoço, por trás, sem que tivesse antes sequer conversado com qualquer uma das pessoas que me agrediram. Não me parece que isso seja uma briga, eu não consegui nem reagir, fui jogado no chão e recebi chutes e socos”, contou antes de acrescentar que não conhecia os agressores e que sofreu uma fratura grave em sua mandíbula.

Continua depois da Publicidade

O advogado do ator, Marcelo Amaral Colpaert Marcochi, confirmou o registro da ocorrência e os exames de corpo de delito feitos por Henri ainda em Alagoas. “Queremos Justiça, que sejam responsabilizados pelas agressões, e que o processo, e a pena, cumpram o seu papel. Confio na Polícia e no Ministério Público de Alagoas, assim como estou certo de que haverá um julgamento justo e imparcial. Meu desejo é que haja uma punição adequada e proporcional a essa injustificável agressão”, declarou o profissional.

Também no dia 11, Henri Castelli gravou diversos stories se abrindo para o público a respeito da história e qual era seu estado de saúde. Ele aproveitou para esclarecer por qual motivo não trouxe a verdade à tona desde o início. “Para não assustar a minha família, porque ligar pra sua mãe e dizer: ‘Mãe, eu fui agredido, fraturei a minha mandíbula, mas eu tô bem’, não era a melhor ideia a se fazer. Ela só soube de tudo depois que eu voltei pra casa, depois da cirurgia”, contou.

O artista compartilhou diversas fotos e stories chocantes demonstrando o quão grave foram as agressões que sofreu. Ao falar do tratamento pós-cirúrgico, Henri contou que precisará repousar, ter acompanhamento médico constante e fazer uso de medicamentos. “Torcer para que se Deus quiser não tenha sequela nenhuma. Há muito o que se fazer ainda. Então, é isso, meus queridos amigos. Eu precisava vir aqui pra falar com vocês, porque eu respeito muito o carinho que vocês têm por mim”, agradeceu. Sem conseguir segurar as lágrimas, o ator finalizou: “A todos aqueles que, infelizmente, não sabem o que fazem, eu perdoo. Não tenho raiva nenhuma. Só quero me recuperar e rezar e ficar sem sequelas nenhuma”. 

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *