Kylie Jenner registra mais uma marca e dá indício de qual será o próximo e interessante passo de seu império; vem descobrir!


Poderosa, empresária e milionária mesmo! A girlboss Kylie Jenner está de olhos bem atentos no verão e planeja expandir seu império para abarcar também itens de praia. Nesta segunda-feira (17), o TMZ revelou que a caçula do clã Kardashian-Jenner já deu os primeiros passos legais para comercializar os produtos ao registrar dois possíveis nomes para o novo negócio: “Kylie Swim” e “Kylie Swim by Kylie Jenner”.

Kylie é conhecida mundialmente por suas marcas de cosméticos, como “Kylie Cosmetics”, “Kylie Skin” e “Kylie Hair”. Agora, visando ampliar seu alcance, a mãe de Stormi deseja lançar uma linha exclusiva de óculos de sol, óculos de natação, bolsas e roupas de praia, chapéus, calçados, toalhas e cangas. Enfim, tudo o que for necessário para garantir um belo dia de dolce far niente na areia. Muito chique!

Atualmente, a rainha dos lip kits já comercializa alguns produtos de praia, como biquínis e maiôs em seu site. Mas, ao que parece, o novo negócio deverá ser bem maior. 

A saga de Kylie Jenner e o título de “bilionária”

Em 2020, Kylie vendeu 51% da “Kylie Cosmetics” para o conglomerado Coty por aproximadamente US$ 1,2 bilhão. Com isto, a Forbes teve acesso ao acordo comercial, e decidiu revogar o título de “bilionária” dado à empresária em 2018. “Os arquivos escancaram um dos segredos mais bem-guardados da família: O negócio de Kylie é significativamente menor e menos rentável do que a família passou anos fazendo a indústria cosmética e os veículos de imprensa, incluindo a Forbes, acreditar”, ressaltou a revista. E acrescentou: “Baseado nessa nova informação, mais o impacto da Covid-19 no mercado de beleza e consumo, a Forbes agora acredita que Kylie Jenner, mesmo tendo lucrado cerca de US$ 340 milhões (R$ 1,8 bilhão) depois de impostos com a venda, não é mais uma bilionária”.

Continua depois da Publicidade

Segundo a Forbes, que declarou em agosto de 2018 que Kylie Jenner era a pessoa mais nova a se tornar bilionária por conta própria, a família providenciou documentos que mostravam um lucro, de 2016 a 2018, com valores entre US$ 307 a US$ 360 milhões por ano. No entanto, com os arquivos obtidos pela Coty, os valores seriam US$ 125 milhões em 2018 e US$ 177 milhões em 2017. Dessa forma, a publicação supôs que o número também seria bem menor do que o alegado para 2016, quando a marca foi criada. “Possivelmente a empresa nunca foi tão grande para começar e as Jenners mentiram sobre ela todos os anos desde 2016 – incluindo fazer seu contador redigir declarações de impostos com números falsos – para aumentar as estimativas da Forbes em relação aos lucros e patrimônio da Kylie. Enquanto não podemos provar que os documentos eram falsos (apesar de ser provável), é claro que o lado de Kylie estava mentindo”, acusou.

Na época, a ex-bilionária ficou revoltada com as acusações e se rebateu no Twitter. “O que eu estou vendo ao acordar. Eu achava que era esse era um site com reputação. Tudo o que eu vejo é um número de declarações imprecisas e suposições não comprovadas. Eu nunca pedi por qualquer título ou menti para chegar lá. NUNCA.  Ponto final”, declarou.

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *