Britney Spears deve expor “guerra” com o pai Jamie Spears em audiência sobre tutela, diz TMZ; saiba detalhes


Expectativas a mil! Nesta terça-feira (27), foi revelado que Britney Spears pediu para a Justiça norte-americana para participar de uma das audiências que tratam das alterações em sua tutela, e a solicitação foi atendida. Com isso, o público e os fãs da estrela estão curiosos para descobrir o que ela tem a dizer sobre a decisão de tirar o pai Jamie Spears do cargo de tutor, que controla suas finanças e decisões pessoais e profissionais. Nesta quarta (28), segundo o TMZ, fontes próximas da diva relataram que ela deve falar da relação difícil com o patriarca.

“Britney está quase em guerra com seu pai, Jamie. Ela está com raiva dele e eles não têm mais interação nem virtualmente. Muito disso decorre de sua infância, quando Jamie não estava presente em sua vida”, relatou a publicação. O veículo ainda afirmou que o namorado da cantora, Sam Asghari, também não vê o sogro com bons olhos e acredita que Jamie utiliza “táticas pesadas” para controlar a vida da filha.

O informante não explicou com exatidão o que Britney Spears falará no tribunal, mas reforçou que a artista continua com o desejo de tirar o pai da função de tutor. A audiência da cantora, marcada para o dia 23 de junho, deve ter uma longa duração, e caso não sejam tratadas na ocasião questões ligadas ao seu estado de saúde, a mídia e o público terão acesso a tudo que for dito por meio de uma plataforma de áudio.

Continua depois da Publicidade

A tutela de Britney já dura 13 anos e, embora ela tenha dado início ao processo para afastar Jamie Spears, não foi informado se ela tem interesse em colocar um fim definitivo na medida. Este é mais um dos pontos que devem ser amplamente discutidos na aguardada audiência, seja por iniciativa da cantora ou do juiz.

A diva já teve uma primeira conquista no ano passado, quando foi decidido que a instituição financeira Bessemer Trust atuaria na tutela ao lado de Jamie Spears. Porém, na prática, essa ordem não entrou em vigor totalmente, uma vez que existe um grande impasse jurídico relacionado a questões ligadas ao licenciamento e merchandising do trabalho da estrela.

Esta será a primeira vez que Britney Spears tem a oportunidade de falar sobre sua vontade de tirar o pai do cargo de tutor. (Foto: Ethan Miller/Getty Images)

Tutela em pauta 

Recentemente, a tutela voltou a ser assunto na mídia graças ao documentário “Framing Britney Spears”. Nele, toda a trajetória da artista é relembrada, incluindo o assédio da mídia desde a sua juventude, e a postura de Jamie Spears controlando a vida da filha. Nas redes sociais, a cantora se pronunciou sobre a produção: “Não assisti ao documentário, mas pelo que vi fiquei envergonhada com o enfoque que eles me colocaram. Eu chorei por duas semanas e bem…. Eu ainda choro às vezes”.

Muitos fãs que acompanham de perto a história e apoiam o movimento #FreeBritney, creem que a estrela deixa mensagens subliminares em alguns de seus posts na web para demonstrar sua tristeza com a interferência das pessoas em sua vida e o desejo por liberdade. Em outros momentos, eles afirmam que conseguem perceber que o texto não teria sido escrito pela artista por causa de alguns detalhes, como a ausência do uso de emojis. No posicionamento sobre o “Framing Britney Spears”, os admiradores da artista defendem a teoria de que não foi Spears quem escreveu a mensagem.

Entenda o caso da tutela de Britney

Em 2008, Britney Spears passou a viver sob tutela gerenciada por seu pai, Jamie Spears, e desde então a estrela não tem mais controle sobre sua própria trajetória. Em setembro do ano passado, um juiz nomeou a gestora Jodi Montgomery como tutora temporária da artista, depois que seu pai deixou o cargo, alegando “razões pessoais de saúde”.

Nos Estados Unidos, o status de tutela é decretado por um tribunal para pessoas incapazes de tomar decisões por si mesmas. No caso da cantora, ela passou por um período conturbado em 2007, devido ao descontrole do uso de substâncias ilegais e bebidas alcoólicas, tendo como resultado diversos problemas na justiça, principalmente em relação à guarda dos filhos.

Continua depois da Publicidade

Em maio deste ano, a tutela de Britney foi estendida até o final de agosto. Os documentos do tribunal, obtidos pela revista americana “Us Weekly”, afirmaram que a gestora Jodi Montgomery foi autorizada a seguir seu papel até 22 de agosto. Britney, por sua vez, “expressou que não quer trabalhar novamente, porque não quer continuar a se manter essencialmente sob a tutela”. 

Britney Spears já afirmou que não pretende trabalhar novamente. (Foto: Getty)

Assim, o movimento #FreeBritney tomou força nas redes sociais nos últimos tempos, graças à crescente preocupação dos fãs com o bem-estar da popstar. Em agosto, o pai de Britney Spears se manifestou pela primeira vez sobre a situação.

Continua depois da Publicidade

A equipe jurídica da cantora ainda citou e avaliou a pressão dos fãs no caso: “Longe de ser uma teoria de conspiração ou uma ‘piada’, como James disse à mídia, em grande parte, esse escrutínio é um resultado razoável e até mesmo previsível do uso agressivo de James do procedimento de segredo de justiça ao longo dos anos, para minimizar a quantidade de informações significativas disponíveis para o público”.

Os advogados de Britney também anexaram um artigo sobre o movimento “Free Britney”, afirmando que a diva está buscando alguma forma de retomar a autonomia da sua vida. [Britney] recebe bem e aprecia o apoio embasado dos muitos fãs dela”, concluíram.

Artigos Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *